Mitsuyo Maeda

O Início

Mitsuyo Maeda foi o pai e introdutor pioneiro do jiu-jitsu no Brasil. Maeda nasceu em 1878 no Japão. Mitsuyo Maeda, mais conhecido como Conde Koma, iniciou a sua carreira nas artes marcias bem joven aprendendo o judô e depois o jiu-jitsu com o Mestre Jikoro Kano no ano de 1898 na famosa academia Kodokan.

Maeda, ainda novo na arte, derrotou vários companheiros de classe e vence outros campeonatos realizados internamente em sua academia, Conde Koma viajou todo mundo para lutar com seus desafiantes e para dar demonstrações defesa-pessoal, de judô e jiu-jitsu. Viajou pela America do Sul, America do Norte, na Europa. Maeda sempre viajava com um grupo de amigos da academias que também eram todos campeões de judô. Seguiu para as terras brasileiras e ao lado de sua equipe, o nosso grande mestre Conde Koma se apresentou pela primeira vez no estado de Porto Alegre no ano de 1915 conforme conta a história

Passaram a viajar por todo o Brasil, seguindo depois para o Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Recife, São Luís, Belém. Muitos historiadores contam que essa passagem pelas cidades brasileiras foi marcada apenas por rápidas apresentações e Maeda ainda não estabelecia afinidades com ninguém.

American Circus

Maeda já casado e em 1917, de volta ao Brasil, mais especificamente em Belém, e tendo ao lado sua esposa que era da Inglaterra a senhora May Iris Maeda. O mestre Conde Koma passou a trabalhar no Circo Americano onde passa a conhecer uma familia de estrangeiros da Escócia, tendo relatos no ano de 1919.

Muitas pesquisas que fiz em web sites não comentam nemhuma derrota em lutas para Maeda. Então ele volta para Belém e em 1920, aonde todo o governo passa por uma grande crise afectando todo o tipo de comercio e com isso seria desfeito o Circo Americano aonde Maeda fazia suas aparências, lutas e apresentações.Mitsuo Maeda dirigi-se para Inglaterra por que acaba de ficar sem motivos grandes de estar no Brasil.

Em 1922, a pedido do governo japonês vai voltar ao Brasil como diplomata e passa a trabalhar para a Companhia Industrial Amazonense aonde inicia aulas de judô e jiu-jitsu. Contam relatos que nesse mesmo ano seu ex-companheiro de equipe o Mestre Satake embarca para uma nova missão na Europa e ninguém passa a ter mais paradeiro amigo e mestre de judô de tantas batalhas.

Luiz França

Com o novo emprego na Amazonense, Maeda continua seu trabalho e num projeto de recrutar alunos recebe a visita de um outro jovem chamado Luiz França. Professor Luiz França passa a ser um grande amigo e conhecedor também desta Arte do judô e jiu-jitsu brasileiro. França, ao contrario de muitos, não fazia discriminações de quem iria ensinar jiu-jitsu e todos os seus conhecimentos, tao pouco explorava financeiramente seus alunos e deixa uma grande lição de vida ha muitos. Luiz França, antes de falecer no interior do Brasil, deixou muitas lições e discípulos por aonde ensinou e tem o privilégio de ensinar Oswaldo Fadda.

Mais tarde “O Grande Mestre Conde Koma” ainda com residência em Belém, vem a falecer em 1941. E todos os alunos que formou continuaram lutando e fazendo apresentações. E como essa arte ainda era bem nova tem se o relato que outras pessoas queaprenderam com Maeda iriam se aproveitar do momento e utilizar a arte com meio de exploração comercial visando somente o lucro financeiro, para a tristeza do esporte que nascia.

Comments are closed.